sábado, 30 de julho de 2011

Dica de Filme:"PRIMEIRA PEDRA"



SINOPSE DO FILME PRIMEIRA PEDRA
O que há em comum entre um negro pobre e faxineiro e um bando de adolescentes classe média de uma igreja americana? Tudo. Este filme dá uma nova visão sobre nossos valores contemporâneos, sua história expõe a ferida de nossa sociedade "sem" preconceitos. Certamente você será levado a um desafio sobre o que Deus pode fazer com gente sem solução, gente como nós, gente que precisa olhar para seus erros e frustrações e tomar consciência antes de atirar a "primeira pedra".


Elenco: Champagne Powell, Sarah Mcgowen, Matthew Socia 

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Estudo sobre CRISTOLOGIA (9° Parte) FINAL



Autores não Cristãos que Escreveram
sobre Jesus

Jesus não escreveu sua auto-biografia num papiro mais deixou registrado no coração de todos aqueles que escutaram sua voz,eles guardaram no celeiro do coração depois de algum tempo os discípulos com a finalidade de falar do Mestre e mostrar que ele morreu mais como disse ao terceiro dia ressuscitou,assim vimos na introdução da natureza humana de Jesus.
Alguns escritos sobre Jesus pode ser extraídos dos historiadores que foram contemporâneos dele ou viveram logo depois.

a)FLÁVIO JOSEFO (37/38 – 100 d.c)
Historiador judeu,filho de sacerdote,vindo de uma família abastada.
Josefo escreveu em sua obra Antiguidades Judaicas (Ant.20.200) falando sobre o julgamento e apedrejamento de Tiago e de outros que transgrediram a lei de acordo o Sinédrio dirigido pelo  sumo sacerdote Ananos em 62 d.c,Josefo apresenta Tiago como “irmão de Jesus,que é chamado Cristo” (Tou adekvou Igsour Kecolemor Wqistor).
Em Testimonium Flavianum (Ant. 18.63 s.) Flávio Josefo escreve:
“Neste tempo vivia Jesus,um homem sábio,se é que se pode chamá-lo um homem.Ele realizava feitos incríveis e era mestre de todos os eu aceitavam com alegria a verdade.Desta forma ele traiu judeus e também gentios.Ele era o Cristo.E apesar de Pilatos,movido pelas pessoas mais eminentes de nosso povo,tê-lo condenado à morte,seus discípulos não lhe foram infiéis.Apareceu-lhes pois em vida no terceiro dia,os profetas enviados por Deus haviam anunciado antecipadamente isso e outras coisas maravilhosas sobre ele.Até o dia de hoje subsiste o povo dos cristãos,chamados assim segundo seu nome”.

b)TÁCITO (55/56 – 120 d.c)
Membro da aristocracia senatorial,ocupou cargos habituais  foi procônsul da Ásia em 112/113,entretanto ficou conhecido como historiador por suas duas grandes obras históricas:as historias (105 – 110 d.c) e os Anais (116 – 117 d.c).
Ele escreve “afflicti suppliciis Christiani,genus hominum superstitionis novae ac maleficae “-foi aplicada pena de morte contra os cristãos,um grupo de pessoas de uma superstição nova e maléfica.
Diz em (Anais XV.44),que Nero acusa os cristãos de colocarem fogo em Roma,Christus,o que deu origem ao nome cristão,foi condenado por Pôncio Pilatos durante o reinado de Tibério,mas reprimida por algum tempo,a superstiçaõ perniciosa irrompeu novamente,não apenas em toda Judéia,onde o problema teve inicio,mas também em toda cidade de Roma.

c)PLÍNIO ,O JOVEM ( 61 – 120 d.c)
Era membro da aristocracia romana,advogado e funcionário publico.Ele foi enviado pelo imperador Trajano (98 – 117) para investigar as acusações contra os cristãos,ele escreve:

...quo essent soliti stato die ante lucem convenire carmenque Christo quase deo dicere secum invicem seque sacramento non in scelus aliquod stringere,sed ne furta,ne latrocina,ne adulteria committerent,ne fidem fallerent,ne depositum adpellati abnegarent.

Eles tinham o costume de se reunir antes do amanhecer num certo dia,quando então cantavem responsivamente os versos de um hino a Cristo,tratando-o como Deus,e prometiam solenemente uns aos outros a não cometer maldade alguma,não defraudar,não roubar,não adulterar,nunca mentir,e a não negar a fé quando fossem instados a fazê-lo (Epistola X,96).


d)SUETÔNIO
Era membro da ordem dos cavaleiros,advogado,amigo particular de Plíno,que lhe abriu caminhos para os mais altos cargos públicos sob o governo de Trajano e Adriano.
Escreveu uma obra conhecida com “A Vida dos Césares”,num trecho diz:

“Judaeos impulsore Chresto assidue tumultuantes Roma expulit (Ele expulsou de Roma os judeus que,incitados por Chrestus,não paravam de provocar tumultos”Vida de Claudio,25-4).

e)TALMUDE
As obras talmúdicas mais valiosas com relação a Jesus histórico são aqueles compiladas entre 70 e 200 d.c,durante o denominado Período Tanaita.O texto mais significativo é o tratado da Mishna:

Na véspera da Páscoa eles penduraram Yeshu e antes disso,durante dias o arauto proclamou que Ele seria apedrejado,por pratica de magia e por enganar Israel e fazê-lo desviar-se.Quem quer que saiba algo em sua defesa venha e interceda por ele.Mas ninguém veio em sua defesa e eles o penduraram na véspera da Páscoa.(Talmude Babilônico,Sanhedrin 43a).


quinta-feira, 28 de julho de 2011

Estudo sobre CRISTOLOGIA (8° Parte)




O PERÍODO PÓS-NICENO (325-600 d.c)

Após o Concílio de Nicéia (325 d.c),outras seitas se levantaram no seio da Igreja tais como:

a)APOLINARIANISMO:
Foi um bispo  de Laodicéia no final do século IV,que levantou fortemente contra o arianismo.
Apolinário acreditava que Jesus não nasceu com carne humana,quando foi gerado em Maria ele trouxe uma carne celestial e não tinha genética de sua mãe,portanto ele era divino.

b)NESTORIANISMO:
os nestorianos eram seguidores de NESTOR,bispo de Constantinopla,eles acreditavam que Jesus era Deus mais suas naturezas não se misturavam.

c)EUTIQUIANISMO:
Êutico era discípulo de Cirilo de Alexandria,opositor de Nestor.
Acreditavam que não havia duas naturezas em Jesus mais apenas uma.Tudo em Cristo era divino,até mesmo o seu corpo.

d)OS ELQUESAÍTAS:
Eram seguidores de Elquesai,que dizia ter tido uma visão de um anjo que lhe trouxe revelação.Eles rejeitavam o nascimento virginal de Jesus era considerado um anjo superior,p mais elevado arcanjo.essa seita tinha natureza judaica,porém sincretista,observavam a lei e praticavam a arte mágica e a astrologia.   

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Estudo sobre CRISTOLOGIA (7° Parte)



Heresias sobre a pessoa de Jesus Cristo
Até o concílio de Nicéia (100-325 d.c)

Introdução:
Quando Jesus ascende aos céus as pessoas ainda tinham duvidas a respeito da natureza de Jesus Cristo acabando por se perderem em suas conjecturas falidas.
Os primeiros pais da Igreja Primitiva tiveram que se posicionar diante de muitas discussões que causavam danos na igreja que dava os seus primeiros passos.
As perguntas eram do tipo:”Quem é Cristo?”,”Como Deus poderia se tornar Homem”,”Jesus Cristo era é uma mistura de homem e Deus,” Em que sentido Jesus era igual ao Pai”.
Nos três primeiros séculos os cristãos não tinham que lutar só contra as perseguições mais também contra as heresias e doutrinas corrompidas.
A doutrina de Cristo foi a que mais sofreu ataques em toda historia do cristianismo.

Algumas heresias surgidas nos três primeiros séculos:

a)GNOSTICISMO:

Os gnósticos consideravam a matéria maligna e negavam a encarnação real e a ressurreição corporal do Filho de Deus.
Os gnósticos diziam possuir capacidades e conhecimentos espirituais superiores que os cristãos não possuíam.
Os gnósticos seguem lideres,divulgadores de conhecimento espiritual que transcendem o entendimento normal,geralmente considerado secreto.
Nos primeiros séculos do cristianismo esse conhecimento espiritual secreto estava relacionado com as idéias de que o “Cristo” é alguém  diferente do homem “Jesus” que o “Cristo” somente teria habitado em Jesus,mas nunca se identificou completamente com ele,e alma e espírito humano é uma centelha da plenitude divina,ou seja ACREDITAVAM QUE O CRISTO ERA DIFERENTE DE JESUS.


b)EBIONISMO:

Os Ebionitas surgiram no começo do segundo século,eram judeus crentes que não deixavam os preceitos judaicos e também aceitavam Jesus apenas como homem.
Essa seita tinha um ensino exagerado sobre pobreza,rejeitavam os escritos do Apóstolo Paulo porque em suas epistolas ele reconhecia os gentios convertidos como cristãos.
A maior ênfase era sobre a divindade de Jesus e o seu nascimento virginal.Para os ebionitas Jesus foi um simples homem,filho de José e Maria,observou a lei de forma especial,sendo escolhido por Deus para ser o Messias,no seu batismo o Espírito Santo o capacitou para ser o Messias,ou seja TINHAM JESUS COMO HOMEM ESCOLHIDO POR DEUS,MAIS NÃO COM SUA NATUREZA DIVINA,eles sacrificavam o lado divino de Jesus.
Alguns homens se levantaram contra essa  seita: Tertuliano,Irineu,Eusébio e Orígenes foram opositores de peso.


c)DOCETISMO:

O docetismo tem uma grande ligação com o gnosticismo,para o mundo físico era corrompido e mau.
Os docetas defendiam que o corpo de Jesus Cristo era uma ilusão e sua crucificação teria sido apenas aparente.
Os seus adeptos que a matéria é ruim e que o espírito não se envolveria com a matéria,que é o principio do pecado,por isso Cristo parecia estar numa matéria carnal,mas na verdade não estava era apenas uma ilusão.
Na concepção dessa seita sendo Cristo bom e a matéria má,não haveria possibilidade de união a divindade e um corpo terreno.
Os docetas negavam a humanidade de Jesus,diziam que Jesus era apenas divino,afirmavam que o corpo de Jesus não passava de um fantasma,que os sofrimentos e morte eram apenas meras aparências.
JESUS ERA APENAS DEUS,E SEU CORPO EA COMO UM FANTASMA.


d)MONARQUIANISMO:

No século III novos pensamentos surgiram levantando questões teológicas que necessitavam de respostas,porque combinar a fé monoteísta com a fé Cristã em Jesus era um conflito grande.
Essa questão parecia ferir  a idéia monoteísta por outro lado outros acreditavam que Jesus era Deus menor que o Pai.
Esse conflito teológico gerou dois pensamentos: o monarquianismo dinâmico e o monarquianismo modalista:

I-MONARQUIANISMO DINÂMICO:

Essa tentativa de resguardar a unicidade de Deus,essa idéia tinha traços do ebionismo,que pregava ser apenas homem,negavam a afirmação de Jesus Cristo ser Deus,não negavam o nascimento virginal mais isso não divinizava Jesus.
Essa seita acreditava que Jesus até o seu batismo viveu como todo homem vive,com a diferença de ter sido  extremamente virtuoso.No batismo o Espírito ou Cristo desceu sobre Ele,apartir daquele momento Ele passou  a operar milagres,sem contudo se tornar divino,essa idéia recebeu o nome de dinamismo.


II-MONARQUIANISMO MODALISTA:

Os monarquianismo modalista negavam a humanidade de Cristo,como fizeram os gnósticos.Viam nEle apenas um modo ou manifestação do Deus único,em que não reconheciam nenhuma distinção.
Essa é uma idéia de apologizar o unitarismo divino.para o modalistas há uma só pessoa,que se manifestou de forma diferente e com nomes diferentes,o Pai.A idéia é que o Deus se manifestou como Criador,depois como Jesus na terra e agora como Espírito Santo.


e)ARIANISMO:

Os arianos foram seguidores de um presbítero de nome Ário.Ele afirmava o Verbo (Jesus Cristo) não era igual ao Pai,mas uma grande criatura,ou seja Jesus podia até se chamado de Deus,mais não era como o Pai.

sábado, 16 de julho de 2011

"Vale Apena Adquirir" Lendo e Gostando



Você sabe por que Cristo escolheu um homem carregando um cântaro de água para levar os discípulos à Ultima Ceia? Ou por que a mulher samaritana foi ao poço no calor escaldante do meio-dia?
A Bíblia foi escrita numa cultura e terra muito diferente da nossa.
É essencial, portanto, que compreendamos as maneiras e costumes da época. E é a fim de compreender plenamente as Escrituras que “Usos e Costumes dos tempos Bíblicos” irá abrir seus olhos para os estilos de vida e hábitos dos escritores e personagens, esclarecendo melhor a Palavra de Deus para você.

sexta-feira, 15 de julho de 2011

Estudo sobre CRISTOLOGIA (6° Parte)



OS NOMES DE CRISTO

Os nomes para os judeus não são apenas um nome,mas trazem consigo algumas características do possuidor.
Os nomes atribuídos a Jesus retratam suas naturezas,em parte sua posição oficial e em parte a obra para qual Ele veio ao mundo.
Nunca podemos nos esquecer que Jesus era 100% Deus e 100% homem.

O NOME JESUS

Era um nome comum na sua época,ainda mais se tratando de um povo que tem histórias verídicas para contar,onde os seus antepassados viram Deus trabalhar de uma forma singular em toda a narrativa que a bíblia nos informa.
O nome Jesus (Iesous) é a forma grega do nome hebraico “jehoshua” ou Jeshua,segundo o dicionário bíblico de nomes Jesus significa Deus é a Salvação.
Esse nome foi dado a dois personagens do Antigo Testamento,tipificando a figura de Jesus.
Um deles foi Josué,filho num prefigurando Cristo como o grande General que conduz seu povo ao triunfo e a Josué ,filho jozadaque,tipificando Jesus como o sumo sacerdote carregando os pecados de seu povo.

O NOME CRISTO

O título “Cristo” (Christos no grego),que aparece com o nome Jesus é o equivalente a “Messias”.Simboliza uma pessoa que foi ungida cerimonialmente para um cargo.
No período da realeza,os monarcas eram conhecidos como”ungido de Yahweh”,esse titulo não se dava somente aos reis,mas a todo homem de Deus encarregado de uma missão especifica vemos em Isaías 45:1 o próprio Ciro é chamado de ‘Messias”,ungido.
Os princípios da fé judaica está na vinda do Messias e a redenção Messiânica,eles acreditam que o Messias será um ser humano,descendente da família do rei Davi,um grande líder,e trará a redenção total e final dos judeus e para toda a humanidade.



O FILHO DO HOMEM

De acordo com os três primeiros evangelhos (chamado de sinópticos)¹,este titulo é o único que Jesus aplicou a si mesmo,pois jamais designou a si próprio como Messias.
O nome é por certo expressivo à sua missão escatológica a ser realizada no futuro,como também sua missão terrestre que fala sobre os seus sofrimentos,sua humilhação e morte. Pois também o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos (Mc. 10:45).
Enquanto os sinópticos falaram da natureza humana do Filho do Homem,o evangelho de João quando emprega a expressão “Filho do Homem” como em, João 3:13 “Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem”.deixa transparecer o homem celestial preexistente e divino que desce do céu,aparece na terra,incorpora-se a humanidade caída e volta ao céu de glória.


FILHO DE DEUS

O nome “Filhos de Deus” era usado em Israel para seres espirituais,como anjos (Jó 1:6),mas ás vezes se referiam aos justos do povo de Deus (Gn 6
:2),ou aos monarcas ungidos no momento de subir ao trono,especialmente rei prometido da casa de Davi (2Sm 7:14).
Ser filho de Deus significa em Cristo ser homem de Deus.Quando Jesus proferia esse titulo falava de uma maneira ímpar a relação entre Pai e o Filho.
Seu relacionamento com o Pai era diferente de todos e falava com muito efeito “Ninguém conhece o Filho senão o Pai,e ninguém conhece o Pai senão o filho.



SENHOR

A Septuaginta traduziu o nome impronunciável YHWH por Adonay pela palavra grega Kyrios,que significa “Senhor” nome divino.
As Sagradas Escrituras não deixam nenhuma dúvida de que Cristo é o Senhor:
Veja algumas passagens:

Zacarias pai de João Batista  profetizou (Lc 1:76).E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque irás ante a face do Senhor (Kyrios), a preparar os seus caminhos;

O anjo, porém, lhes disse: Não temais, porquanto vos trago novas de grande alegria que o será para todo o povo:
É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor (Kyrios) ,(Lc 2:10-11).



¹Os exegetas chamam evangelhos sinópticos aos de Mateus, Marcos e Lucas; desde que a exegese começou a ser aplicada à Bíblia ainda no século XVIII que os especialistas se aperceberam que, dos quatro evangelhos, os três primeiros apresentavam grandes semelhanças em si,

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Estudo sobre CRISTOLOGIA (5° Parte)


A DIVINDADE DE CRISTO

Para algumas seitas Jesus foi o Profeta Maior,mas nunca Deus Filho encarnado em pessoa,mais um homem de Deus que veio anunciar o Reino celestial.
Existem também aqueles que gostam de exagerar tanto em novas doutrinas sem nenhuma base bíblica ou até “história” sem pé e cabeça,o importante para o leitor é sempre afirmar A BIBLIA DIZ e não eu,ela não pode ser acrescentada ou retira um único til (Ap 22:18-19),nunca devemos trafegar nas avenidas do EU ACHO QUE ...,para não colidirmos com a heresia que penetra no âmago da mente e para arrancar depois só com muito acompanhamento e ensinamento.
Sendo assim,devemos permitir que Deus dê a última palavra a respeito de si mesmo,quer possamos ou não compreendê-la inteiramente.A bíblia ensina que Jesus é Deus: No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.Ele estava no princípio com Deus.Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez.(João 1:1-3)
Jesus conferiu títulos e nomes dados a Deus no Antigo Testamento e também permitiu que outros assim o chamassem,como o nome impronunciável pelos judeus YHWH.
Para compreendermos melhor vamos voltar ao livro de Êxodo 3:1,Quando Moisés perguntou para Deus quem estava o enviando,Deus disse a Moisés:
“EU SOU O QUE SOU”.Disse mais:assim dirás aos filhos de Israel:EU SOU me enviou a vós.”EU SOU” não é a tradução de YHWH.Todavia,
trata-se de um derivado do verbo “ser”,do qual também deriva o nome divino Yahweh(YHWH).
A septuaginta¹,traduziu o primeiro uso da expressão “EU SOU” em Êxodo 3:14 por “ego eimi” no grego.
Em varias ocasiões Jesus empregou o termo “ego eimi”,referindo-se a si mesmo,na forma usada unicamente para Deus.
Veja alguns exemplos:

Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados; porque, se não crerdes que eu sou(no grego “ego eimi”), morrereis em vossos pecados (João 8:24).

Disseram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinqüenta anos, e viste Abraão?
Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão existisse, eu sou(grego “ego eimi”).Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo.(João 8:57-59)

Quando os soldados romanos foram prendê-lo na noite anterior à crucificação,Jesus perguntou-lhes:”A quem buscaís?Responderam-lhe:A Jesus,o Nazareno.Então Jesus lhes disse:Sou eu(no grego “ego eimi”) .(João 8.18:4-6).


Não resta dúvida quanto a quem os lideres judaicos pensavam que Jesus estava proclamando ser.Fica,portanto,bem claro que,na mente daqueles que ouviram essa afirmação não havia qualquer sombra de dúvida que Jesus tivesse se declarando que Ele era Deus,essa afirmação era considerada blasfêmia pelos lideres religiosos e resultaram na sua crucificação.

ATRIBUTOS DIVINOS

Onipresença      Efésios 1 :20-23
Santidade           Atos 3:14
Onipotência       Ap. 1:8
Santificador        Hb.  2:11
Onisciência        João 21:17
Fonte de vida eterna  João 10:28
Capacidade de criar    João 1:3
Inspirador dos Profetas  IICor.13:3
Eternidade      Ap.  22:13
Deus           João  20:28


¹Septuaginta é o nome da versão da Bíblia hebraica para o grego koiné.Dentre outras tantas, é a mais antiga tradução da bíblia hebraica para o grego, língua franca do Mediterrâneo oriental pelo tempo de Alexandre, o Grande.A tradução ficou conhecida como a Versão dos Setenta(ou Septuaginta, palavra latina que significa setenta, ou ainda LXX), pois setenta e dois rabinos trabalharam nela e, segundo a história, teriam completado a tradução em setenta e dois dias.

quarta-feira, 13 de julho de 2011

NOSSO MATERIAL 2009 e 2010

O QUE OS OLHOS NÃO VÊEM A ALMA SENTE

Sinópse: Embasada na história de Bartimeu,o Pastor Fernando Gomes fala sobre o 
mundo interior desse cego,que não conhecia a linguagem universal da
alegria,era como que o seu corpo estivesse num lugar e os seus olhos 
avistasse outro.
Bartimeu mesmo cego enxergou possibilidade de cura em Jesus,com 
sua atitude mudou a diretriz da vida infeliz para uma vida feliz.  




DEUS DO INVISÍVEL


Sinópse: Deus sempre faz o fim,vem depois
e nos dá um começo.Deus é Deus das 
coisas visíveis e das invisiveis.
Muitas vezes para entender o invisivel temos
que descodificar pela fé,e pela fé alcançar
o que foi liberado por Deus,mas ainda está
no mundo espiritual,mais é nosso por direito
porque é palavra de Deus e Ele zela pela
Sua Palavra.



QUANDO DEUS SONHA...

Sinópse: Quando Deus sonha,mais uma mensagem inspirada
pelo Espírito Santo que fala quando Deus fez um ser diferente de
todos os outros seres celestiais,que herdou a  sua imagem e a 
semelhança,o Pastor mostra o que foi feito na terra tem fragmentos
da terra,e o que foi feito no céu tem fragmentos de Deus,e que o 
sonho que vem de Deus não morre,mais sim muitas vezes os 
sonhadores.


O EQUILÍBRIO DA ALMA

Sinópse: Quando nossa alma está abatida parece que tomamos
atitudes desastrosas,devido a um conflito que é gerado dentro de 
nós,diante dessa situação queremos exteriorizar uma pessoa que 
Deus não chamou,nos perdemos de si mesmos.
Pela intensidade do desespero vamos para a fábrica de Gigantes
invertemos todos os valores,por um processo que não entendemos.


A LEPRA DA ALMA

Sinópse:O conhecido texto 2 Rs 5:1,narrando a história
desse herói chamado Naamã,mais porém leproso
o qual havia conquistado uma grande batalha,mais 
porém não tinha visão de vitória para sua 
enfermidade.
O Pastor Fernando Gomes fala sobre
dois exércitos que Naamã comandava
o 1° estava sendo aplaudido e o 2° dizimado
por uma lepra.



RESSUSCITANDO SONHADORES

Sinópse: Embasada na história de Malco,que como todo ser humano
tinha um sonho encontrar com Iahvé no Santo dos Santos,mais encontra
com uma espada que lhe amputa os seus sonhos.
Qual o tamanho dos nossos sonhos?Quando são arrancados onde são
sepultados?
Volte a sonhar,que Deus te supreenderá !  


NÃO ABRA MÃO DO QUE É SEU

Sinópse:Nesse DVD você verá que aquilo que
está nas nossas mãos pode ser pequeno
ou sem valor para os outros mais é nosso
e não devemos abrir mão do que é nosso.
Samá se levanta e defende o Campo de 
lentilha,onde seus amigos fogem e ele
fica sozinho no meio do campo,quando 
Samá se levanta,Jeová fica de pé e dá a
vitoria a Ele.


QUANDO DEUS PARECE INJUSTO!



Sinópse:Tem horas que Deus parece Injusto não é?
Por que Deus permite o inimigo nos tocar? O que gera em nós
quando parece que Deus escondeu o seu rosto e nos tem por
inimigo?Essas são algumas perguntas que através do Espírito
Santo o Pastor tenta responder.Prepara-se para ser Curado na
alma.


Estudo sobre CRISTOLOGIA (4° Parte)


                                

                     ATRIBUTOS HUMANOS DE JESUS

Nasceu de uma mulher:Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, ela se achou ter concebido do Espírito Santo (Mt 1:18), mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo de lei,
para resgatar os que estavam debaixo de lei, a fim de recebermos a adoção de filhos” (Gl 4:4-5).


Cresceu como uma pessoa normal:E crescia Jesus em sabedoria, em estatura e em graça diante de Deus e dos homens” (Lc 2:52).


Sentiu sofrimento e dor: Estando em agonia, orava mais intensamente; e o seu suor tornou-se como grandes gotas de sangue, que caíam sobre o chão
(Lc 22:44).


Sentiu cansaço: achava-se ali o poço de Jacó. Jesus, pois, cansado da viagem, sentou-se assim junto do poço; era cerca da hora sexta (João 4:6).


Teve fome: E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome (Mt 4:2).


Teve sede: Depois, sabendo Jesus que todas as coisas já estavam consumadas, para que se cumprisse a Escritura, disse: Tenho sede                   ( João 19:28).



Tinha emoções: Naquela mesma hora exultou Jesus no Espírito Santo, e disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos; sim, ó Pai, porque assim foi do teu agrado (Lc 10:21). Jesus, pois, quando a viu chorar, e chorarem também os judeus que com ela vinham, comoveu-se em espírito, e comoveu-se,(João 11:33).



Possuía um corpo físico: Porquanto os pobres sempre os tendes convosco; a mim, porém, nem sempre me tendes.Ora, derramando ela este bálsamo sobre o meu corpo, fê-lo a fim de preparar-me para a minha sepultura (Mt 26:11-12). Ao cair da tarde, veio um homem rico de Arimatéia, chamado José, que também era discípulo de Jesus.Esse foi a Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Então Pilatos mandou que lhe fosse entregue.E José, tomando o corpo, envolveu-o num pano limpo, de linho,e depositou-o no seu sepulcro novo, que havia aberto em rocha; e, rodando uma grande pedra para a porta do sepulcro, retirou-se (Mt 27:57-60).


Possuía alma racional: Então lhes disse: A minha alma está triste até a morte; ficai aqui e vigiai comigo (Mt 26:38).



Possuía espírito humano: Jesus, clamando com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isso, expirou (Lc 23:46).


¹Eusébio de Cesaréia  (c. 265  Cesaréia, 30 de Maio de 339) (chamado também deEusebius Pamphili, "Eusébio amigo de Pânfilo") foi bispo de Cesaréia e é referido como o pai da história da Igreja porque nos seus escritos estão os primeiros relatos quanto à história do Cristianismo primitivo.

terça-feira, 12 de julho de 2011

"Li e Gostei"



Na época em que se completa 100 anos do nascimento de
Roland de Vaux, ex-diretor da famosa Éscole Biblique de Jerusalém,
um dos mais importantes clássicos da pesquisa bíblica séria publicado
em português.

Trabalhando a partir do texto bíblico, dos dados arqueológicos e dos
resultados das pesquisas dos antigos povos do Oriente Próximo,
de Vaux apresenta um estudo detalhado das diversas instituições
sociais de Israel. A vida cotidiana, a família, a sociedade civil e
militar e a vida religiosa são abordadas em toda a trajetória do povo
da Bíblia. A obra é absolutamente indispensável e
obrigatória para todo estudioso sério das Escrituras.
Título: Instituições de Israel no Antigo Testamento
Autor: Roland de Vaux 
Editora: Vida Nova
Formato: 16 x 23 cm
Páginas: 624
Peso: 957 g.
Acabamento: Brochura
ISBN: 978-85-275-0315-0
Edição: 2004

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Estudo sobre CRISTOLOGIA (3° Parte)


NATUREZA HUMANA DE JESUS

INTRODUÇÃO

A NATUREZA HUMANA DE CRISTO


Uma das maiores dificuldade de aquele que conhecem ou estudam a biografia de Cristo,lembramos muitas vezes só do seu lado divino,dos seus milagres imensuráveis quando desafiou as leis da física andando sobre as águas ou mesmo quando desafiou a lei da gravidade  no monte Tabor,onde flutuou.
Mas nos esquecemos da sua natureza humana,Jesus como Deus tinha Pai mais não tinha mãe,como homem tinha mãe mais não tinha pai biológico.
Nos evangelhos temos o relato do seu nascimento,sua vida,seus milagres,sua morte,sua ressurreição,tudo registrado por seus discípulos.
E a pergunta é Mateus,Marcos,Lucas e João foram discípulos diretos de Jesus?

Evangelho Segundo Escreveu Mateus

Mateus foi um discípulo ocular das obras de Cristo,quando escreve o evangelho tem o propósito de provar que Jesus é o Messias,o Rei eterno,também era conhecido como Levi nome hebraico,era coletor de impostos (Mt.9:9),dizem os estudiosos que quando os judeus pagavam os tributos e o coletor ia dar lhe  o troco,eles não pegavam diziam que o dinheiro era imundo.


Evangelho Segundo Escreveu Marcos

Marcos foi o primeiro evangelho a ser escrito,o autor foca a pessoa,a obra e os ensinos de Jesus.Outros citam quase todas as passagens deste livro,exceto 31 versículos que só aparecem em Marcos.Neste Evangelho estão registrados mais milagres do que nos demais.
Segundo alguns acreditam que Marcos não foi um discípulos direto,ou seja um dos doze,mas estava quando Jesus foi preso para ser julgado,no evangelho de Marcos descreve que ele esta escrevendo sobre ele em (Mc 14:51).
Mas segundo escreveu Eusébio de Cesaréia ¹: E João, o presbítero, também disse isto: Marcos, sendo o intérprete de Pedro, tudo o que registrou, escreveu-o com grande exatidão, não, entretanto, na ordem em que foi falado ou feito por nosso Senhor, pois não ouviu nem seguiu nosso Senhor, mas, conforme se disse, esteve em companhia de Pedro, que lhe deu tanta instrução quanto necessária, mas não para dar uma história dos discursos do nosso Senhor. Assim Marcos não errou em nada ao escrever algumas coisas como ele as recordava; pois teve o cuidado de atentar para uma coisa: não deixar de lado nada que tivesse ouvido nem afirmar nada falsamente nesses relatos.

Evangelho Segundo Escreveu João

João foi também uma testemunha ocular participava da sala de aula com seus 11 amigos e seu Eterno Mestre Jesus,o evangelho de João tem alguns relatos que não encontramos nos outros evangelhos,por ter sido tão próximo de Jesus e guardar tudo o que ouviu do Mestre.
Quando João escreve tem a incumbência de provar de forma conclusiva que Jesus Cristo é o Filho de Deus e que todo aquele que Nele Crê tem a vida eterna.

Evangelho Segundo Escreveu Lucas

 Lucas era médico e historiador grego também é o autor de Atos dos Apóstolos,não foi um discípulo direto de Jesus,escreveu o evangelho que leva seu nome baseado em pesquisas e fatos contados pelas pessoas que O conheceram.
Como médico,Lucas sabia da importância de uma investigação completa e minuciosa.Ele usou sua habilidade de observação e de análise para investigar detalhadamente a história de Jesus.O diagnóstico?As boas novas de Jesus Cristo.
Lucas escreve com o propósito de apresentar a humanidade de Cristo,mostrando como um homem genuíno,normal e perfeito,que revela Deus aos homens,com sua graça salvadora para a humanidade caída.
A bíblia declara que o Senhor Jesus veio ou foi manifestado em carne (João 1:14) E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.
Quando a bíblia diz que Cristo se fez carne,esta falando apenas na semelhança da carne do pecado,não que Cristo nasceu com a natureza pecaminosa.(Rm 8:3)  “Porquanto o que era impossível à lei, visto que se achava fraca pela carne, Deus enviando o seu próprio Filho em semelhança da carne do pecado, e por causa do pecado, na carne condenou o pecado”.
Quando Cristo se fez carne,Ele não tomou sobre si a corrupção da carne,mas apenas a sua semelhança.O termo “carne” denota a natureza de Jesus.As Escrituras revelam claramente que Jesus possuía as características essenciais da natureza humana,isto é ,um corpo material e uma alma racional.
Sua humanidade,conforme registrada nas Escrituras,é algo de que não pode ter duvidas.Ao nascer,Jesus Cristo sujeitou-se às condições da vida humana,bem como do corpo humano.




sábado, 9 de julho de 2011

"Vale Adquirir"


 COMENTÁRIO BÍBLICO ROTA 66

Box Rota 66 em MP3 - Antigo TestamentoLuiz Sayão 

Rota 66, o primeiro comentário bíblico falado produzido no Brasil, leva você pelos caminhos da teologia, história de Israel e arqueologia. Conheça os patriarcas, reis e profetas do Antigo Testamento. Indispensável para se conhecer mais profundamente as Escrituras. 

Box inclui 4 estojos com 396 estudos em 14 Cds - MP3 com mais de 200h de gravação e Manual de Apoio de 396 pgs

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Estudo sobre CRISTOLOGIA (2° Parte)



Por que José não foi o pai biológico verdadeiro de Jesus?

Quem era o pai de Jose?

A primeira vista, Mateus e Lucas parecem discordar quanto ao pai de José. Mateus declara que ele era o filho de Jacó – (Mateus 1:16), enquanto que Lucas declara que ele era o filho de Eli – (Lucas 3:23). Felizmente uma fonte de informação inesperada ajudou os estudiosos a esclarecer este mistério.
O Talmude de Jerusalém (é um registro das discussões rabínicas que pertencem a lei, ética,costumes e história do judaísmo), indica que Maria era a filha de Eli (Haggigah, Livro 77,4). José era genro de Eli, portanto Lucas poderia chamar José de “filho de Eli”,pois isto estava de acordo com o uso costumeiro da palavra “filho” nessa época, conforme precedentes bíblicos citados anteriormente.


A maldição de Jeoaquim e Jeconias
                                           
Jeoaquim foi um rei de Judá que ofendeu a Deus queimando um rolo que o profeta Jeremias havia escrito. Deus o castigou, indicando que “não teria quem se assentasse no trono de Davi” (Jeremias 36:30).
O filho de Jeoaquim , Joaquim, assumiu o reinado depois da morte de seu pai (2 Reis 24:6),mas permaneceu em Jerusalém apenas três meses, quando então a cidade foi conquistada por Nabucodonosor, que o levou cativo para a Babilônia, de onde jamais retornou (2 Reis 24:8-15, 25:27:30). O sentido hebraico da frase “não terá quem se assente no trono” e de uma permanência mais duradoura.
Joaquim também chamado Conias (Jeremias 37:1), ou Jeconias (Jeremias 22:24, 24:1 e 27:20) foi também castigado por sua desobediência a Deus (Jeremias 22:21 e 22:30):
“nenhum de seus filhos prosperará,para se assentar no trono de David, e ainda reinar em Judá”.

O Problema

José, o pai de Jesus era descendente de Jeoaquim e Jeconias. Portanto a descendência física de José não poderia aspirar ao trono de David em virtude do castigo imposto a ambos.Jesus era herdeiro do trono de David, conforme declarado em (Lucas 1:32, Atos 2:30) e (Hebreus 12:2).Além disso Deus havia prometido a David que um de seus descendentes físicos haveria de reinar em seu trono para sempre (2 Samuel 7:12-13).
Se Jesus tivesse nascido de José a profecia seria contraditória. Era portanto impossível satisfazer a promessa e a profecia de forma natural. Este problema exigiria portanto uma solução de natureza divina.


A Solução

Deus criou a solução através do milagre do nascimento virginal. Embora José fosse um descendente de Joaquim e Jeoaquim (através de Salomão), Maria não era.Ela era descendente de Natã (Lucas 3:31) um dos outros filhos de Davi. A promessa feita a David foi cumprida pois Maria era a mãe biológica de Jesus.
O nascimento virginal também resolveu o problema do castigo imposto a Jeoaquim e Joaquim, dando a Jesus o direito legal ao trono, através de José.
O mesmo fato e afirmado no evangelho de Lucas, onde lemos a respeito da aparição do anjo Gabriel à Maria.Após o anjo ter-lhe dito que ela teria um filho, Maria disse: “Como acontecerá isso, se sou virgem?” O anjo respondeu: “O Espirito Santo virá sobre você, e o poder do Altíssimo a cobrirá com a sua sombra. Assim, aquele que nascerá será chamado Santo, Filho de Deus” (Lc 1. 34,35).
Só esta afirmação da Escritura sobre o nascimento virginal de Cristo já nos dá a autorização suficiente para abraçar esta doutrina.